27 de junho de 2011

A vida vai acabar



A vida vai acabar. Um dia ela acaba e pronto. Tempo esgotado, tanque seco, motor pifado, última gota derramada, corda estourada, capa fechada, parada final.

A vida vai acabar e ainda vou deixar um monte de coisas suspensas no ar. Mas só no meu ar, aquele que circulava no meu imaginário. Naquele ar, que preenchia a biblioteca onde eu guardava tudo o que queria ler um dia, reler um dia, assistir um dia, escutar um dia, cozinhar um dia, perambular um dia, escrever um dia, projetar um dia, beijar um dia, afagar um dia, ninar um dia, acolher um dia, provar um dia, fotografar um dia, desenhar um dia, amar um dia, confessar um dia, dançar um dia, despedir-me um dia, reencontrar um dia.

A vida vai acabar. Desculpe ser tão repetitiva. Mas lembrar às vezes me ajuda a trazer aquele "um dia" para este dia.

*foto antiga de arquivo, escavada no blog de Kris Atomic.

4 comentários:

Mikse disse...

Ultimamente tenho pensado bastante nisso. Gostei da nova perspectiva que o seu texto me proporcionou.

eu... tiago elídio... disse...

mt bacana! realmente, é um assunto que tb tem passado constantemente na minha cabeça!
obrigado pelo chá!

Andressa C. disse...

pensei nisso hoje duas vezes em dois blogs que fui.

medo de a vida acabar antes de mim.

Alex Rodrigues disse...

Esse texto é simplesmente bonito demais.