28 de julho de 2007

Supernostalgia.fm: hits que embalaram os idos anos

Falei que estou lendo Grande sertão: veredas? Não? Não faz mal, não sendo nenhuma formadora de opinião literária, minhas leituras são irrelevantes. Menos para mim, claro.

Enfim, mas tem uma passagem - das mil passagens que grifo toda vez que suspiro um pouco mais alto - que Riobaldo diz que "toda saudade é uma espécie de velhice". Estremece Riobaldo, estremeço eu.

Os tempos escorregam rápido mesmo. E pegamos o cacoete do "na minha época...". Minha época é hoje. Gostaria de sempre ser assim. Mas às vezes, um lapso: "essa é da minha época!". E, quantitativamente, ainda sou jovem, mas uma jovem num mundo acelerado, em que a obsolescência é a única notícia mesma de todos os dias. De resto, tudo passa.

Neste sábado invernal, entre batuques acadêmicos e pingos de chuva, botei o e-mule para resgatar as músicas "da minha época". Em dias frios e úmidos há licença para ser piegas. Não há? Deveria de haver, oras.

3 comentários:

[dea] disse...

ai, as músicas da minha época com certeza incluiriam aquelas da época em que o ira ainda era bom, aquelas da época em que o capital inicial ainda era bom, aquelas da época em que as traduções bregas ainda eram cult. realmente posso dizer, o passado me condena. ai.

Ana Pimentel disse...

No meu tempo é que era bom. Eu era uma brit chata. Como era bom.
Outro dia resgatei um dvd do Jools Holland especial "Britannia" com apresentações de várias bandas desde o glorioso inicio dos anos 90. Ai... os anos 90...! hehe

Estou com um blog de culinária e música, tudo no mesmo prato. Inaugurei no início do mês com mais duas amigas. Se quiser fugir da dieta, dá uma olhadinha lá! =)

Túlio disse...

Mariana, só faltou a lista dos hits!
Põe aí! Tinha Uríbeles & Diógenes?